Para enviar uma Mensagem click na foto depois do Login. Será excluído, dependendo do seu perfil.

As Novidades do Site Oficial

Destaque da Bíblia: Jeremias 25-28


Leitura da Bíblia: Jeremias 25-28

(JEREMIAS 25:3) . . .veio a haver para mim a palavra de Jeová, e eu falava convosco, levantando-me cedo e falando, mas vós não escutastes. . .
 Muitos pioneiros marcam seu passo durante o mês por planejarem gastar trinta horas por semana no ministério. Gostam de fazer as horas logo cedo, deixando alguns dias no fim do mês para outras coisas que talvez se tornem necessárias. Se fizer isso, então nunca chegará à reta da chegada, no fim do mês, em plena velocidade, ficando depois exausto no início da próxima volta, no mês seguinte. Começar devagar no serviço, faz com que cada mês seja uma corrida acelerada no fim, acontecendo amiúde que o pioneiro nem mesmo atinge o seu alvo de horas. Quanto melhor é terminar o mês com as horas devotadas ao ministério do campo bem adiantadas e pronto para ter um bom começo no mês seguinte.

(JEREMIAS 25:10, 11) E eu vou destruir dentre eles o som de exultação e o som de alegria, a voz do noivo e a voz da noiva, o som do moinho manual e a luz da lâmpada. 11 E toda esta terra terá de tornar-se um lugar devastado, um assombro, e estas nações terão de servir ao rei de Babilônia por setenta anos.”
A cristandade, como parte principal de Babilônia, a Grande, tornar-se-á uma ruína sem vida, conforme foi tão vividamente retratado pela condição desolada de Jerusalém depois de 607 AEC. A cristandade, que antes se alegrava animadamente e estava cheia do barulho cotidiano, encontrar-se-á vencida e abandonada.
De fato, conforme o anjo aqui diz a João, toda a Babilônia, a Grande, transformar-se-á dum poderoso império internacional num baldio árido e deserto. Seus “comerciantes viajantes”, inclusive milionários de alta categoria, usaram a religião dela para fins pessoais ou como fachada, e os clérigos acharam lucrativo compartilhar o destaque com eles. Mas, esses comerciantes não mais terão Babilônia, a Grande, por cúmplice. Ela não mais enganará as nações da Terra com as suas práticas religiosas, místicas.
(SALMO 75:8)   Porque na mão de Jeová há um copo E o vinho está espumando, está cheio de mistura. E seguramente derramará dele a sua borra; Todos os iníquos da terra [a] sorverão [e a] beberão.”
Que todas as nações forçosamente terão de tomar tal poção nauseante mostra que Deus as Julgará  como iniquas. (Sal. 75:8; Jer. 10:7) De modo que elas serão forçadas a beber da sua mão a própria borra do “copo” de vinho espumante, fortemente temperado. Mas, que dizer de nós, os que esperamos um futuro que venha a ser feliz? Como podemos esquivar-nos de beber junto com as nações a poção mortífera daquele “copo”? É lógico que temos de escutar qualquer conselho dado por Aquele que estende o “copo” às nações, no seu tempo devido, agindo então prontamente em harmonia com este conselho.
      
(JEREMIAS 25:15, 16)  Pois assim me disse Jeová, o Deus de Israel: “Toma da minha mão este copo do vinho de furor, e tens de fazer beber dele todas as nações às quais te envio. 16 E terão de beber, e balouçar, e agir como homens endoidecidos, por causa da espada que envio entre eles.”
No sexto e no sétimo século AEC, Jeová usou a antiga Babilônia para servir um simbólico copo de tribulação a ser bebido por muitas nações, inclusive a apóstata Judá, de modo que até mesmo Seu próprio povo foi levado ao exílio
Babilônia, a Grande ( O império mundial da religião falsa), também tem obtido conquistas, mas na maior parte estas têm sido mais sutis. Ela tem feito “todas as nações beber”, por se valer das astúcias duma prostituta, cometendo fornicação religiosa com elas. Tem engodado governantes políticos a entrar em alianças e amizades com ela. Por meio de atrativos religiosos, ela tem tramado opressão política, comercial e econômica. Tem fomentado perseguição religiosa, e guerras e cruzadas religiosas, bem como guerras nacionais, por motivos puramente políticos e comerciais. E ela tem santificado essas guerras por dizer que são da vontade de Deus.
O envolvimento da religião nas guerras e na política do século 20 é de conhecimento geral — sem se desconsiderar o papel desempenhado pelos capelães militares em ambos os lados de duas guerras mundiais, em exortar os jovens a se matarem uns aos outros. Um exemplo clássico dos namoricos de Babilônia, a Grande, foi a sua participação na Guerra Civil Espanhola, de 1936-39, na qual pelo menos 600.000 pessoas foram mortas. Este derramamento de sangue foi provocado por apoiadores do clero católico e seus aliados, em parte porque a riqueza e a posição da Igreja ficaram ameaçadas pelo governo legal da Espanha.
 Visto que Babilônia, a Grande, é a parte religiosa do descendente de Satanás, ela sempre tomou por alvo principal a “mulher” de Jeová, “a Jerusalém de cima”. No primeiro século, a congregação dos cristãos ungidos foi claramente identificada como o descendente da mulher. (Gênesis 3:15; Gálatas 3:29; 4:26) Babilônia, a Grande, tentou arduamente vencer essa congregação casta por seduzi-la a cometer fornicação religiosa. Os apóstolos Paulo e Pedro advertiram que muitos sucumbiriam, e que isso resultaria numa grande apostasia. (Atos 20:29, 30; 2 Pedro 2:1-3) As mensagens de Jesus às sete congregações indicavam que, perto do fim da vida de João, Babilônia, a Grande, fazia algum progresso nos seus esforços de corromper. (Revelação 2:6, 14, 15, 20-23) Mas Jesus já indicara até que ponto se permitiria que ela chegasse.

(JEREMIAS 25:34)   “Uivai, pastores, e clamai! E revolvei-vos, majestosos do rebanho, porque se cumpriram os dias para serdes abatidos e serdes espalhados, e tereis de cair como um vaso desejável!
Não importa quão desejáveis esses governantes possam ter parecido ao mundo iníquo, um só golpe com o cetro de ferro do Rei os despedaçará, como que destroçando um vaso atraente. Será assim como Davi profetizou a respeito do Senhor Jesus: “Jeová enviará de Sião o bastão da tua força, dizendo: ‘Subjuga no meio dos teus inimigos.’ O próprio Jeová, à tua direita, há de despedaçar reis no dia da sua ira. Executará julgamento entre as nações; causará uma plenitude de corpos mortos.” — Salmo 2:9, 12; 83:17, 18; 110:1, 2, 5, 6;

 Comentário do AbcTJ

A Cristandade (as religiões que se dizem cristãs) procuram base nas escrituras para dar apoio e assim escorarem na ostentação que a politica corrupta desse mundo oferece. Mas se esquecem que Deus vai destruir esse sistema de Reis e Reinos ( Governos) como mostra em Daniel 2:44 depois implantara para sempre seu Reino Santo. Mas esses lideres da cristandade preferem a corrupção politica ao invés da santa neutralidade bíblica por que isso lhes é conveniente e vantajoso.
E muitos continuam usando a carapuça de cristãos para acobertarem suas condutas sujas e detestáveis diferente de alguns de seus companheiros sépticos, mas honestos.

4 Comentaram (Comente também):

  1. Parabéns! Gosto mto desse edificante site que por sinal ja esta no favoritos do meu navegador.Que Jeová continue nos abençoando.

    ResponderExcluir
  2. Quiria destaques de jeremias 29-31 =]

    ResponderExcluir
  3. ameii tudo .como jeová é bom.que jeová sempre os abençoe

    ResponderExcluir

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...