Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Estudo do Livro Testemunho Cabal Cap.2:16-23

“Indica qual destes . . . tens escolhido” (Atos 1:13-26)
16 Diante de tudo o que aconteceu, não é de admirar que os apóstolos tenham ‘voltado para Jerusalém com grande alegria’. (Luc. 24:52) Mas como eles reagiriam às orientações e instruções de Cristo? Em Atos capítulo 1, versículos 13 e 14, lemos que os apóstolos estavam reunidos em um “quarto de andar superior” e aprendemos alguns detalhes interessantes sobre as reuniões dos primeiros discípulos. Naquela época, era comum as casas na Palestina terem um cômodo no andar de cima, acessível por uma escada externa. Será que esse “quarto de andar superior” ficava na casa mencionada em Atos 12:12, que pertencia à mãe de Marcos? Seja como for, é provável que fosse um lugar simples e adequado para os seguidores de Cristo se reunirem. Mas quem esteve reunido ali, e o que fizeram?
17 Veja que naquela reunião não havia apenas os apóstolos nem se tratava de uma reunião exclusiva aos homens. “Algumas mulheres” estavam lá, incluindo Maria, mãe de Jesus. Essa é a última vez que a Bíblia menciona Maria de modo direto. É razoável concluir que ela não estava ali em busca de destaque, mas humildemente se reunia para adoração na companhia de seus irmãos espirituais. Deve ter sido consolador para Maria ver seus outros quatro filhos homens, que antes não eram seguidores de Jesus, reunidos ali. (Mat. 13:55; João 7:5) Esses homens haviam mudado desde a morte e ressurreição de Jesus, seu meio-irmão. — 1 Cor. 15:7.
18 Observe, também, por que esses discípulos se reuniram: “De comum acordo, todos eles persistiam em oração.” (Atos 1:14) Reunir-se sempre foi essencial na adoração cristã. Nós nos reunimos para encorajar uns aos outros, receber instruções e conselhos e, acima de tudo, adorar nosso Pai celestial, Jeová, junto com nossos irmãos. Nossas orações e cantos de louvor nessas ocasiões agradam muito a Jeová e são vitais para nós. Nunca deixemos de nos reunir nessas ocasiões sagradas e edificantes! — Heb. 10:24, 25.
19 Mas agora esses seguidores de Cristo estavam diante de um importante assunto organizacional, e o apóstolo Pedro tomou a iniciativa de abordá-lo. (Versículos 15-26) Não nos encoraja ver como Pedro se recuperou espiritualmente em poucas semanas, depois de negar seu Senhor três vezes? (Mar. 14:72) Todos nós somos pecadores e precisamos de relatos como esse para nos lembrar que Jeová é ‘bom e está pronto a perdoar’ os que se arrependem sinceramente. — Sal. 86:5.
20 Pedro chegou à conclusão de que Judas, o apóstolo que havia traído Jesus, devia ser substituído. Mas por quem? Pedro disse que o novo apóstolo deveria ser alguém que tivesse seguido a Jesus durante Seu ministério e que tivesse testemunhado Sua ressurreição. (Atos 1:21, 22) Isso estava em harmonia com a promessa do próprio Jesus: “Vós, os que me seguistes, também estareis sentados em doze tronos, julgando as doze tribos de Israel.” (Mat. 19:28) Pelo visto, era do propósito de Jeová que 12 apóstolos que tivessem seguido a Jesus durante seu ministério terrestre constituíssem as futuras “doze pedras de alicerce” da Nova Jerusalém. (Rev. 21:2, 14) Assim, Deus permitiu que Pedro entendesse que a seguinte profecia se aplicava a Judas: “Tome outro seu cargo de superintendência.” — Sal. 109:8.
21 Como a escolha foi feita? Lançando-se sortes, uma prática comum nos tempos bíblicos. (Pro. 16:33) No entanto, essa é a última vez que a Bíblia fala a respeito de sortes sendo usadas dessa maneira. Pelo visto, o derramamento do espírito santo, que ocorreu depois, tornou aquele método obsoleto. Observe, porém, por que foram usadas sortes. Os apóstolos oraram: “Ó Jeová, tu que conheces os corações de todos, indica qual destes dois homens tens escolhido.” (Atos 1:23, 24) Eles queriam que Jeová fizesse a escolha. Matias, provavelmente um dos 70 discípulos que Jesus havia enviado para pregar, foi o escolhido. Assim, Matias tornou-se um dos “doze”. — Atos 6:2.
22 Esse incidente nos lembra da importância de as coisas ocorrerem de forma organizada entre o povo de Deus. Até hoje, homens responsáveis são designados para servir como superintendentes nas congregações. Os anciãos consideram com cuidado as qualificações bíblicas que se exigem dos superintendentes e oram pedindo a orientação do espírito santo. Por isso, a congregação considera esses homens como designados pelo espírito santo. Da nossa parte, nós permanecemos submissos e obedientes à liderança desses homens, contribuindo para que haja um espírito de cooperação na congregação. — Heb. 13:17.
23 Depois de terem visto o ressuscitado Jesus e de terem feito alguns ajustes organizacionais, aqueles discípulos estavam fortalecidos e plenamente preparados para o que aconteceria a seguir. O próximo capítulo vai considerar isso.

Perguntas

16-18. (a) Ao lermos Atos 1:13, 14, o que aprendemos a respeito das reuniões cristãs? (b) O que aprendemos do exemplo deixado por Maria, mãe de Jesus? (c) Por que as reuniões cristãs são vitais hoje?
19-21. (a) O que aprendemos do fato de Pedro ter desempenhado um papel ativo na congregação? (b) Por que foi necessário substituir Judas, e o que aprendemos do modo em que o assunto foi resolvido?
22, 23. Por que devemos ser submissos e obedientes aos que hoje exercem a liderança na congregação?

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...