Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Destaque de Salmos 19-25

http://www.watchtower.org/t/biblia/ps/chapter_019.htm (Boa Leitura)



Seu cordel de medir saiu por toda a terra, E suas expressões até a extremidade do solo produtivo. Neles colocou uma tenda para o sol-(Salmos 19:4)


Cordel de medir Linha, corda ou cordel usado para medir. (1Rs 7:15, 23; Am 7:17; Za 2:1, 2) Alguns cordéis de medir, pelo que parece, estavam marcados em côvados. (2Cr 4:2) A extensão de determinado terreno era medida por se estender ou lançar um cordel de medir sobre a sua superfície. (Veja Jó 38:4, 5; Sal 78:55; Miq 2:4, 5.) Construtores o usavam, por exemplo, para planejar uma cidade (Je 31:38, 39; Za 1:16), e o escultor de madeira talvez o usasse para fixar as dimensões dum objeto. (Is 44:13) Em certa ocasião, o Rei Davi parece ter medido os derrotados moabitas para separar aqueles que deviam ser mortos daqueles que deviam ser preservados vivos. - 2Sa 8:2.Uso Figurado. Em sentido figurado, o "cordel de medir" indica uma regra ou norma de ação. (Is 28:10, 13) Por exemplo, Jeová fez do "juízo [justiça] o cordel de medir" ao lidar com seu povo infiel. (Is 28:17) Aplicar ele a Jerusalém o mesmo cordel de medir que aplicara a Samaria indicou para Jerusalém uma desolação similar. (2Rs 21:13; La 2:8) Estender ele sobre Edom "o cordel de medir do vácuo" igualmente pressagiava destruição, e o uso deste cordel de medir significava repartir a terra aos animais que começariam a morar nas regiões desoladas de Edom. - Is 34:5-17.


Davi considerava a sua relação com Jeová como seu quinhão na vida. Esta era uma herança muito satisfatória, induzindo-o a dizer: "As próprias cordas para medir caíram para mim em lugares aprazíveis." - Sal 16:5, 6; compare isso com Núm 18:20.


Os corpos celestes atestam a atividade criativa de Deus, e visto que seu testemunho silencioso enche a terra, o salmista podia dizer a respeito deles: "Seu cordel de medir saiu por toda a terra." - Sal 19:1-4; Ro 1:20.


Muitos novilhos me cercaram; Os próprios possantes de Basã se puseram em torno de mim.(Salmos 22:12)


Uma grande região ao L do mar da Galiléia. As fronteiras gerais de Basã eram o monte Hermom ao N, a região montanhosa do monte Haurã (Jebel ed Druz) ao L, Gileade ao S, e os morros que beiravam a margem oriental do mar da Galiléia ao O. - De 3:3-14; Jos 12:4, 5.


Basã estava situada principalmente num elevado planalto, tendo uma altitude média de cerca de 600 m. O terreno geralmente é plano, embora contenha algumas serras, e é de origem vulcânica, com muitas rochas de basalto negro, duro, que propiciam boa retenção da umidade. O solo é uma mistura de tufo e de terra roxa. A água e a neve derretida fluindo do monte Hermom ajudavam a transformar toda a região numa excelente área agrícola. A grande fertilidade desta planície tornava esta região um rico celeiro e fornecia excelentes pastos. Isto, por sua vez, contribuía para a produção de esplêndidas raças de gado bovino e ovino. Os novilhos de Basã e seus carneiros eram temas de cânticos e de poesias, e símbolos de riqueza, força e prosperidade. - De 32:14; Ez 39:18; Sal 22:12.


Vou declarar o teu nome aos meus irmãos; No meio da congregação te louvarei.(Salmos 22:22)


Lição Para Nós: O apóstolo Paulo citou o Salmo 22:22 e o aplicou à dianteira que Jesus Cristo toma em declarar o


nome de Jeová entre seus irmãos ungidos. (Hebreus 2:11, 12) O Salmo 22:27 aponta para o tempo em que "todas as famílias das nações" juntar-se-ão ao povo de Jeová em louvá-Lo. Hoje, uma vasta multidão internacional adora a Deus junto com os irmãos de Jesus. (Revelação 7:9) Devemos apegar-nos a este arranjo divinamente organizado.


Pois passaste a ir ao encontro dele com bênçãos de bem [E] a pôr-lhe na cabeça uma coroa de ouro refinado.(Salmos 21:3)



O que é significativo a respeito de "uma coroa de ouro refinado"? Não se menciona se a coroa era literal ou se simbolizava a glória adicional que Davi recebeu por causa de suas muitas vitórias. No entanto, esse versículo é uma profecia que se refere à coroa do reinado que Jesus recebeu de Jeová em 1914. O fato de a coroa ser de ouro sugere que esse reinado é da melhor qualidade.



Fui derramado como água, E todos os meus ossos foram separados uns dos outros (Salmos 22:14)


O derretimento da cera é usado em ilustrações bíblicas poéticas para expressar a condição aflita do coração (Sal 22:14), a dissolução de montes e de baixadas (Sal 97:5; Miq 1:4) e a destruição dos inimigos de Deus; o salmista exclamou: "Como a cera se derrete por causa do fogo, assim pereçam os iníquos diante de Deus." - Sal 68:1, 2.


Ele me faz deitar em pastagens relvosas; Conduz-me junto a lugares de descanso bem regados (Salmos 23:2)


Jeová guia o seu povo. Davi escreve: "Ele me faz deitar em pastagens relvosas; conduz-me junto a lugares de descanso bem regados. Refrigera a minha alma. Guia-me nos trilhos da justiça por causa do seu nome." (Salmo 23:2, 3) Um rebanho descansando em paz e rodeado de abundância - Davi descreve aqui uma cena de satisfação, revigoramento e segurança. A palavra hebraica traduzida "pastagens" pode significar "lugar agradável". Provavelmente, o rebanho sozinho não encontraria um lugar de descanso para deitar em paz. Seu pastor tem de guiá-lo a um "lugar agradável".


Como Jeová nos guia hoje? Uma maneira é por dar o exemplo. A Bíblia exorta a 'tornar-nos imitadores de Deus'. (Efésios 5:1) O contexto dessas palavras menciona compaixão, perdão e amor. (Efésios 4:32; 5:2) Com certeza, Jeová é o melhor exemplo na demonstração dessas ternas qualidades. Será que ele está sendo irrealista ao pedir que o imitemos? Não. Esse conselho inspirado mostra, na realidade, quanto ele confia em nós. Como assim? Somos feitos à imagem de Deus, o que significa que fomos dotados de qualidades morais e espiritualidade. (Gênesis 1:26) Assim, Jeová sabe que, apesar da imperfeição, temos o potencial de cultivar as mesmas qualidades que ele demonstra num grau elevado. Pense nisso: nosso amoroso Deus confia em que nós podemos ser como ele. Se seguirmos o seu exemplo, ele nos guiará, por assim dizer, a agradáveis 'lugares de descanso'. No meio de um mundo violento, 'moraremos em segurança', desfrutando da paz que vem de saber que temos a aprovação de Deus. - Salmo 4:8; 29:11.


Ainda que eu ande pelo vale da sombra tenebrosa, Não temerei mal nenhum, (Salmos 23:4)


Uso Figurado e Profético. Um vale escuro, ou ravina, com fojos e animais selvagens seria perigoso para um rebanho, especialmente à noite, se não fossem oscuidados dum bom pastor. Embora similarmente confrontado com a ameaça de várias calamidades, Davi sentia-se seguro por saber que Jeová era seu Pastor.


Portanto, podia declarar: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra tenebrosa, não temerei mal nenhum." - Sal 23:1, 4.


Aprontas diante de mim uma mesa perante os que me são hostis.Untaste-me a cabeça com óleo; Meu copo está bem cheio.(Salmos 23:5)


Davi cita agora um outro motivo para ter confiança em seu Pastor: Jeová alimenta suas ovelhas e faz isso com abundância. Davi escreve: "Aprontas diante de mim uma mesa perante os que me são hostis. Untaste-me a cabeça com óleo; meu copo está bem cheio." (Salmo 23:5) Nesse versículo, Davi descreve seu Pastor como um anfitrião generoso que provê alimento e bebida em abundância. Na verdade, as duas ilustrações - um pastor cuidadoso e um anfitrião generoso - se complementam. Afinal de contas, um bom pastor tem de saber onde encontrar pastos abundantes e água suficiente para que 'nada falte' ao seu rebanho. - Salmo 23:1, 2.



"Então, quem é ele, este Rei glorioso? Jeová dos exércitos - ele é o Rei glorioso.(Salmos 24:10)


A fim de que fosse proclamado o nome deste Personagem régio, os guardas ou sentinelas nos portões respondiam: "Então, quem é este Rei glorioso?" Prontamente, e sem hesitação, vinha a resposta sacerdotal: "Jeová, forte e poderoso, Jeová, poderoso em batalha." (Sal. 24:7, 8) Ora, então não se tratava duma humilde pessoa que procurava entrar na cidade real. Era o Personagem mais elevado em todo o universo, Jeová, o "Rei glorioso". Por este motivo, os portões e as entradas de longa duração ou antigas pareciam ser baixos demais. Por isso, deviam elevar-se, para dar passagem a um Rei tão sublime. Ele era mais sublime do que o Rei Davi, que se sentava no "trono de Jeová", em Jerusalém. (1 Crô. 29:23) Em tempos anteriores, outros reis podem ter passado pelas antigas entradas da cidade, mas nenhum deles tão glorioso ou tão poderoso como Jeová, o Deus Altíssimo. Foi Ele quem batalhou e deu a vitória ao Rei Davi sobre os anteriores ocupantes pagãos da cidade, os jebuseus. Foi Ele quem deu ao Rei Davi a vitória sobre os filisteus, nas suas duas tentativas de deporem Davi de seu trono, na recém-capturada cidade de Jerusalém. - 2 Sam. 5:4-25.



Nosso Comentário


Os Salmos 23 pode ser comparado com uma linda poesia, mas faz muito mais, nos ensina que somente o caminho da verdade nos refrigera e nos dá alivio e esperança, mostra que Ele nos alimenta no seu tempo, e sabemos tambem que temos de "morar na casa de Jeová" para nossa salvação eterna.








0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...