Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Est.do Livro Testemunho Cabal Cap.5:9-16

Temos de obedecer a Deus como governante antes que aos homens (Atos 5:21b-33)

9 Caifás e os outros juízes do Sinédrio agora estavam prontos para cuidar do caso dos apóstolos. Sem saber do que tinha acontecido na prisão, o tribunal mandou que guardas fossem buscar os prisioneiros. Imagine a surpresa dos guardas quando viram que os apóstolos não estavam na prisão, embora ela estivesse "fechada com toda a segurança e [com] os guardas postos às portas". (Atos 5:23) Logo o capitão do templo ficou sabendo que os apóstolos estavam de novo no templo, dando testemunho sobre Jesus Cristo - o mesmo motivo pelo qual haviam sido presos! O capitão e os guardas foram imediatamente ao templo para capturar os prisioneiros e escoltá-los até o Sinédrio.

10 Conforme descrito no início deste capítulo, os furiosos líderes religiosos deixaram claro que os apóstolos tinham de parar de pregar. Como os apóstolos reagiram? Agindo como porta-voz, Pedro respondeu com coragem: "Temos de obedecer a Deus como governante antes que aos homens." (Atos 5:29) Desse modo, os apóstolos estabeleceram um modelo para todos os cristãos verdadeiros. Os governantes humanos perdem o direito à obediência quando proíbem o que Deus requer ou exigem o que Deus proíbe. Então, em nossos dias, o que faremos caso as "autoridades superiores" proíbam a pregação das boas novas? Não poderemos deixar de cumprir nossa designação dada por Deus. (Rom. 13:1) Assim, encontraremos maneiras discretas de continuar dando testemunho cabal sobre o Reino de Deus.

11 Não é de surpreender que a reação corajosa dos apóstolos tenha levado aqueles juízes frustrados a ficar ainda mais furiosos e querer 'eliminar' os apóstolos. (Atos 5:33) O martírio parecia certo para aquelas testemunhas destemidas e zelosas. Mas eles receberiam ajuda de uma fonte totalmente inesperada.

"Não podereis derrubá-los" (Atos 5:34-42)

12 Gamaliel, "instrutor da Lei, estimado por todo o povo", manifestou-se. Esse jurista devia ser muito respeitado pelos seus colegas, pois tomou a frente da situação e até mesmo "mandou que pusessem os [apóstolos] para fora por um pouco de tempo". (Atos 5:34) Ao mencionar anteriores revoltas que logo fracassaram após a morte de seus líderes, Gamaliel incentivou o tribunal a ser paciente e tolerante ao lidar com os apóstolos, cujo Líder, Jesus, tinha morrido havia pouco tempo. O argumento de Gamaliel era muito convincente: "Não vos metais com estes homens, mas deixai-os em paz; (porque, se este desígnio ou esta obra for de homens, será derrubada; mas, se for de Deus, não podereis derrubá-los;) senão podereis talvez ser realmente achados como lutadores contra Deus." (Atos 5:38, 39) Os juízes seguiram seu conselho. Mesmo assim, fizeram com que os apóstolos fossem chibateados e ordenaram "que parassem de falar à base do nome de Jesus". - Atos 5:40.

13 Hoje, assim como no passado, Jeová pode fazer com que homens importantes como Gamaliel ajam em favor do Seu povo. (Pro. 21:1) Jeová pode usar seu espírito para levar governantes, juízes ou legisladores poderosos a agir em harmonia com sua vontade. (Nee. 2:4-8) Mas caso ele permita que 'soframos pela causa da justiça', podemos estar certos de duas coisas. (1 Ped. 3:14) Primeiro, Deus pode nos dar forças para perseverar. (1 Cor. 10:13) Segundo, os opositores 'não poderão derrubar' a obra de Deus. - Isa. 54:17.

14 Será que os maus-tratos diminuíram o ânimo dos apóstolos ou enfraqueceram sua determinação? De modo algum! Eles se "retiraram do Sinédrio, alegrando-se". (Atos 5:41) "Alegrando-se"? Por quê? Sem dúvida não foi por causa da dor provocada pelos maus-tratos. Eles se alegraram porque sabiam que estavam sendo perseguidos por manter a integridade a Jeová e seguir os passos de seu Exemplo, Jesus. - Mat. 5:11, 12.

15 Assim como nossos irmãos do primeiro século, nós também perseveramos com alegria quando sofremos por causa das boas novas. (1 Ped. 4:12-14) Embora não gostemos de ser ameaçados, perseguidos ou presos, manter a integridade nos dá profunda satisfação. Veja, por exemplo, o caso de Henryk Dornik, que suportou anos de maus-tratos sob governos totalitários. Ele se lembra de que em agosto de 1944 as autoridades decidiram enviá-lo junto com seu irmão a um campo de concentração. Os opositores disseram: "É impossível convencê-los a fazer qualquer coisa. Eles gostam de ser mártires." O irmão Dornik explica: "Eu não queria ser mártir, mas sofrer com coragem e dignidade por causa da minha lealdade a Jeová realmente me dava alegria." - Tia. 1:2-4.

16 Os apóstolos não perderam tempo para retomar sua obra de testemunho. Sem se deixarem intimidar, eles continuaram "cada dia, no templo e de casa em casa" a obra de "declarar as boas novas a respeito do Cristo". (Atos 5:42) Esses proclamadores zelosos estavam determinados a dar testemunho cabal. Observe que eles levavam a mensagem às casas das pessoas, conforme Jesus Cristo os havia orientado. (Mat. 10:7, 11-14) Sem dúvida, foi assim que conseguiram encher Jerusalém com seus ensinos. Hoje, as Testemunhas de Jeová são conhecidas por seguir esse método apostólico de pregação. Por visitarmos todas as casas em nosso território, deixamos claro que também queremos dar testemunho cabal, dando a todos a oportunidade de ouvir as boas novas. Será que Jeová está abençoando nosso ministério de casa em casa? Com certeza! Milhões já aceitaram a mensagem do Reino neste tempo do fim, e muitos ouviram as boas novas pela primeira vez quando uma Testemunha de Jeová bateu na sua porta.

[Quadro na página 41]

GAMALIEL - ESTIMADO ENTRE OS RABIS

O Gamaliel mencionado no livro de Atos costuma ser identificado como Gamaliel, o Velho, neto de Hilel, o fundador da mais liberal das duas escolas do farisaísmo. Gamaliel ocupava uma posição de destaque no Sinédrio e era tão estimado entre os rabis que foi o primeiro a receber o título honorífico "raban". A Míxena diz: "Quando morreu o Raban Gamaliel, o Velho, cessou a glória da Lei, e morreram a pureza e a abstinência." Atribui-se a ele a implementação de várias medidas humanitárias. "De especial importância", diz a Encyclopaedia Judaica, "foi a sua decisão de permitir que uma mulher casasse novamente mesmo que houvesse apenas uma testemunha da morte de seu marido". Ele também teria promulgado leis que protegiam esposas contra maridos inescrupulosos e viúvas contra filhos inescrupulosos, e lutado para que os gentios pobres tivessem o mesmo direito à respiga que os judeus pobres.

[Foto na página 42]

PREGAÇÃO "DE CASA EM CASA"

Apesar de o Sinédrio ter proibido a atividade de pregação dos discípulos, eles continuaram a pregar e ensinar "cada dia, no templo e de casa em casa". (Atos 5:42) O que exatamente significa "de casa em casa"?

No grego original, a frase kat'·ói·kon literalmente significa "segundo [a] casa". Muitos tradutores dizem que a palavra ka·tá deve ser entendida no sentido "distributivo", ou seja, a pregação dos discípulos era "distribuída" pelas casas. Um uso parecido da palavra ka·tá ocorre em Lucas 8:1, onde diz que Jesus pregou "de cidade em cidade e de aldeia em aldeia".

O plural, kat'·ói·kous, é usado em Atos 20:20. O apóstolo Paulo disse a superintendentes cristãos: "Não me refreei de . . . vos ensinar publicamente e de casa em casa." Que Paulo não se referia simplesmente a ensinar na casa de anciãos, como alguns sugerem, é indicado no versículo seguinte: "Mas, eu dei cabalmente testemunho, tanto a judeus como a gregos, do arrependimento para com Deus e da fé em nosso Senhor Jesus." (Atos 20:21) Companheiros de adoração já haviam se arrependido e depositado fé em Jesus. Fica claro então que a pregação e o ensino de casa em casa tinha a ver com dar testemunho aos que não eram cristãos.

9-11. Como os apóstolos reagiram à ordem do Sinédrio de parar de pregar, e como isso estabeleceu um modelo para os cristãos verdadeiros?

12, 13. (a) Que conselho Gamaliel deu a seus colegas, e o que eles fizeram? (b) Como Jeová pode agir em favor do seu povo hoje, e do que podemos estar certos caso ele permita que 'soframos pela causa da justiça'?

14, 15. (a) Como os apóstolos reagiram aos maus-tratos que sofreram, e por quê? (b) Relate um exemplo que mostre como o povo de Jeová persevera com alegria.

16. Como os apóstolos mostraram que estavam determinados a dar testemunho cabal, e como nós seguimos o método apostólico de pregação?

Powered by Zoundry Raven

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...