Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Destaque do Salmo 79-86

79:9. Jeová ouve as nossas orações, em especial se forem a respeito da santificação de seu nome.
81:13, 16. Escutar a voz de Jeová e andar nos seus caminhos resulta em muitas bênçãos. — Provérbios 10:22.
82:2, 5. As injustiças abalam “os alicerces da terra”. Atos injustos prejudicam a estabilidade da sociedade humana.
84:1-4, 10-12. O apreço dos salmistas pelo local de adoração de Jeová e a alegria deles com seus privilégios de serviço são exemplos para nós.
86:5. Podemos ser muito gratos de que Jeová está “pronto a perdoar”. Ele sempre procura alguma evidência que lhe dê base para ser misericordioso com o transgressor arrependido.
11 Cheguem diante de ti mesmo o suspiro do prisioneiro. Segundo a grandeza do teu braço, preserva os destinados à morte-(79:11)
O salmista inspirado disse num apelo a Jeová Deus, pedindo o livramento dos israelitas de captores que pouco se importavam se apodrecessem no seu estado cativo. Esta oração recebeu resposta no 70.° ano do exílio dos judeus em Babilônia, pelo decreto real de Ciro, o Grande. — Isa. 35:8-10.
12 E paga de volta aos nossos vizinhos, sete vezes ao seu seio, Seu vitupério com que te vituperaram, ó Jeová-(79:12)
“Pôr mesmo uma recompensa no seu próprio seio” ou ‘medir-lhes seu salário no seu próprio seio’ são expressões compreensíveis quando se toma em conta que os bolsos das vestes não ficavam na parte inferior delas, assim como hoje. (Is 65:6, 7; Sal 79:12; Je 32:18) De modo similar, as expressões “carregar no seio o vitupério”, “juntar fogo no seu seio”, ‘tomar do peito um suborno’ e “o suborno no peito” referem-se ao uso das dobras superiores da vestimenta. — Sal 89:50; Pr 6:27; 17:23; 21:14.
13 Um javali da floresta a está devorando E a multidão de animais da campina a pastam-(80:13)
O focinho do javali é especialmente apropriado para fossar a terra em busca de alimento, no meio da vegetação rasteira da floresta. As presas, especialmente as do macho, constituem formidável arma, podendo com elas facilmente estripar um cavalo. Este animal não só é perigoso, como também é destrutivo, dizendo-se que um encame deles pode estragar todo um vinhedo em uma única noite
16 Está queimada com fogo, está cortada. Perecem pela censura da tua face-(80:16)
Às vezes, “censura” transmite a idéia de “ameaça”. De modo que as palavras “censura da tua face” podem indicar que o semblante havia assumido um aspecto ameaçador. — Sal 80:16. O efeito duma censura pode trazer à atenção o grande poder de Jeová. Um exemplo notável disso foi a partição do mar Vermelho. — Sal 106:9.
6 “Desviei seu ombro do próprio fardo; Suas próprias mãos ficaram livres da cesta-(81:6)
Durante a servidão dos israelitas no Egito e sua “dura escravidão, em argamassa argilosa e em tijolos” (Êx 1:14), eles evidentemente usavam cestos para carregar materiais de construção, argila para tijolos, e os próprios tijolos. Refletindo sobre a maneira em que Jeová realizou a libertação de Israel da escravidão egípcia, o salmista Asafe representa Deus como dizendo: “Suas próprias mãos ficaram livres da cesta [mid·dúdh].” (Sal 81:4-6) Este mesmo termo hebraico (dudh) é aplicado a uma cesta para carregar figos. (Je 24:1, 2) Denota também um tipo de panela (“caldeira de duas asas” [1Sa 2:14]); ‘caldeirão’ [2Cr 35:13]) e “uma fornalha”. — Jó 41:20.
7 Chamaste em aflição, e eu passei a socorrer-te;Comecei a responder-te no lugar escondido do trovão.Fui examinar-te junto às águas de Meribá-(81:7)Para os judeus no sopé do monte Sinai, os trovões que ouviam eram uma manifestação da presença de Deus. (Êx 19:16; compare com Re 4:5; 11:19.) As palavras do salmista talvez aludam a este acontecimento, ou a Deus conduzir Israel por meio duma coluna de nuvem (uma fonte de trovões): “[Eu, Jeová] comecei a responder-te no lugar escondido do trovão.” — Sal 81:7.
16 E ele os alimentará com a gordura do trigo,E eu vos fartarei com o próprio mel da rocha-(81:16)
Que Jeová recompensa ricamente os que lhe obedecem é indicado pela referência à “gordura do trigo”. (Salmo 81:16) A palavra “gordura” é aqui usada figurativamente para indicar o melhor. (Veja Salmo 63:5.) Se os israelitas tivessem ‘escutado a voz de Jeová’, ele os teria abençoado com “a gordura do trigo” — o melhor, as coisas mais seletas. (Salmo 81:11; Deuteronômio 32:13, 14) De modo similar, se ‘escutarmos a voz de Jeová’, ele nos abençoará ricamente. — Provérbios 10:22.
5 Nada souberam e não entendem;Estão andando em escuridão;São abalados todos os alicerces da terra-(82:5) A injustiça e a desobediência à lei de Deus, com efeito, derrubam os alicerces que dão estabilidade ao solo, fazendo com que vacilem os alicerces da terra figurativa (o povo e seus sistemas estabelecidos)

 6 “Eu mesmo disse: ‘Vós sois deuses, E todos vós sois filhos do Altíssimo-(82:6)
Quem são os chamados de “deuses” e de “filhos do Altíssimo”? Ambas as expressões se referem a juízes humanos em Israel. Isso é apropriado, pois deviam servir como porta-vozes e representantes de Deus. — João 10:33-36. No Salmo 82:1, 6, ’elo·hím é usado referente a homens, juízes humanos, em Israel. Jesus citou este Salmo em João 10:34, 35. Eram deuses na sua qualidade de representantes e porta-vozes de Jeová. De modo similar, disse-se a Moisés que ele devia servir de “Deus” para Arão e para Faraó. — Êx 4:16 n.;  7:1. Aqueles juízes e governantes de Israel, contra quem se dirigiu a palavra de Deus, eram chamados de “filhos do Altíssimo”, sem dúvida, porque ocupavam um cargo em Israel como representantes do governo divino, embora fossem transgressores.
2 Pois, eis que os próprios inimigos teus estão em alvoroço;E os mesmos que te odeiam intensamente levantaram a cabeça-(83:2)
 O que significa ‘levantar a cabeça’? Esse gesto denota prontidão para exercer o poder ou agir, em geral para se opor a algo, para lutar ou para oprimir.
 4 Disseram: “Vinde e eliminemo-los de ser uma nação, Para que não haja mais lembrança do nome de Israel.-(83:4)
Quanto ódio aquelas nações tinham pelo povo escolhido de Deus! Mas elas tinham outro motivo para essa conspiração. Elas cobiçavam a terra de Israel e se jactavam: “Tomemos posse para nós das moradias de Deus.” De modo que parece provável que foi numa data anterior, durante o reinado de Jeosafá, que Moabe se juntou às forças de Amom e da região montanhosa de Seir para atacar Judá. Por intervenção de Jeová, os três exércitos se voltaram uns contra os outros e se destruíram. (2Cr 20:1, 22-24) Alguns peritos acreditam que no Salmo 83:4-9 se alude a este evento. — Compare 2Cr 20:14 com Sal 83:cab.
16 Enche-lhes as faces de desonra, Para que as pessoas procurem o teu nome, ó Jeová-(83:16)
Ao longo destes “últimos dias”, Jeová tem frustrado todos os esforços feitos para eliminar o seu povo. ) Com isso, os opositores têm sido envergonhados. O Salmo 83:16 prefigurou isso. Num país após outro, os opositores têm falhado terrivelmente nos seus esforços de silenciar as Testemunhas de Jeová. Nesses países, a firmeza e a perseverança dos adoradores do único Deus verdadeiro têm servido de testemunho para pessoas de retidão, e muitas delas têm ‘procurado o nome de Jeová’.
17 Fiquem envergonhados e perturbados para todo o sempre, E fiquem encabulados e pereçam-(83:17)
Quando as nações se unirem no predito esforço global para destruir o povo de Deus, nós nos lembraremos das seguintes palavras da oração do salmista no Salmo 83:17. Os implacáveis opositores da soberania de Jeová terão um fim humilhante. A Palavra de Deus revela que aqueles que “não obedecem às boas novas” — e que por isso serão executados no Armagedom —, sofrerão a “destruição eterna”. (2 Tes. 1:7-9) A destruição deles e a sobrevivência dos que adoram corretamente a Jeová serão provas convincentes de que Jeová é o único Deus verdadeiro.
18 Para que as pessoas saibam que tu, cujo nome é Jeová, Somente tu és o Altíssimo sobre toda a terra.-(83:18)
NA SUA Bíblia, como é traduzido o Salmo 83:18? muitas traduções deixam fora o nome Jeová, substituindo-o por títulos tais como “Senhor” ou “Eterno”. O que deve ser usado nesse versículo? Um título ou o nome Jeová? Esse versículo fala a respeito de um nome. No hebraico original, idioma em que grande parte da Bíblia foi escrita, aparece ali um nome pessoal ímpar. É escrito em letras hebraicas: יהוה (YHWH). Em português, a tradução comum desse nome é “Jeová”. Será que esse nome aparece em apenas um versículo bíblico? Não. Ele aparece no texto original das Escrituras Hebraicas cerca de 7 mil vezes!
2 Minha alma teve saudades e também se definhou pelos pátios de Jeová. Meu próprio coração e minha própria carne gritam de júbilo para o Deus vivente-(84:2)
A expectativa adiada faz adoecer o coração”, reconhece o livro de Provérbios. (Provérbios 13:12) É o que pode acontecer especialmente quando outras pessoas recebem os privilégios que você esperava receber. Será que quem sofre desapontamentos assim encontra na Palavra de Deus consolo, esperança e ajuda para entender a situação? Sim. Aliás, o Salmo 84 expressa os sentimentos de um servo de Jeová que também tinha desejos não realizados com relação ao serviço de Jeová.
10 Pois um dia nos teus pátios é melhor que mil [em outra parte]. Escolhi ficar de pé no limiar da casa de meu Deus, Em vez de andar em volta nas tendas da iniqüidade-(84:10)“Um dia nos teus pátios é melhor que mil em outra parte”, diz o levita. “Escolhi ficar de pé no limiar da casa de meu Deus, em vez de andar em volta nas tendas da iniqüidade.” (Salmo 84:10) Ele reconhecia que passar ainda que só um dia na casa de Jeová é um privilégio inestimável. E o levita servia por bem mais do que apenas um dia no templo. Seu contentamento com os privilégios o fazia cantar de alegria. E nós? Lembramo-nos do quanto somos afortunados? Ou em geral esquecemos o que já temos no serviço de Jeová?
10 Quanto à benevolência e à veracidade, elas se encontraram; Justiça e paz — elas se beijaram-(85:10)
As pessoas que acatam de forma favorável e se submetem ao rei designado por Deus e ao seu Reino obterão grandes bênçãos, quando se puder dizer: “Justiça e paz — elas se beijaram”, porque a conexão entre as duas será tão evidente a todos como é a associação achegada de amigos afeiçoados. — Sal 85:10.
 5 Porque tu, ó Jeová, és bom e estás pronto a perdoar; E é abundante a benevolência para com todos os que te invocam-(86:5)
A parábola de Jesus nos ensina que Jeová está “pronto a perdoar”. (Salmo 86:5) Ele está como que bem atento para ver se há alguma mudança de coração da parte de humanos pecadores, que lhe dê um motivo para estender misericórdia.
11 Instrui-me, ó Jeová, acerca do teu caminho. Andarei na tua verdade. Unifica meu coração para temer o teu nome-(86:11)
O Salmo 86:11 chama atenção para outro fator importante, o da oração. “Instrui-me, ó Jeová, acerca do teu caminho. Andarei na tua verdade”, orou o salmista. “Unifica meu coração para temer o teu nome.” Jeová aprovou esta oração, pois fez com que fosse registrada na Bíblia. Para cultivarmos temor piedoso, nós também temos de orar a Jeová pedindo a sua ajuda, e seremos beneficiados por orar sincera e freqüentemente. — Lucas 18:1-8. O coração literal tem de estar inteiro para funcionar normalmente, mas o coração figurativo pode estar dividido. Davi orou: “Unifica meu coração para temer o teu nome”, o que sugere que o coração da pessoa pode ficar dividido com respeito às suas afeições e aos seus temores.
15 Tu, porém, ó Jeová, és um Deus misericordioso e clemente, Vagaroso em irar-se e abundante em benevolência e veracidade-(86:15)
Não importa quão séria seja a transgressão cometida por homens imperfeitos, eles podem obter o perdão de Deus se realmente se arrependerem. Mas, se continuarem impenitentemente a violar as ordens justas dele, não escaparão do Seu julgamento adverso. Visto que a Bíblia revela o amplo alcance da personalidade de Deus em termos com que se pode apelar para nós humanos imperfeitos, podemos realmente chegar a conhecê-lo como pessoa.

Comentário do ABCTJ
O Salmo 86 nos dá um vislumbre de como Jeová é benevolente e mostra a necessidade que temos de louvá-lo, ajudando a santificar o Nome de Jeová hoje através de nossa paciente e insistente pregação estaremos ajudando mais e mais pessoas a conhecer esse Deus maravilhoso. Não é verdade que se você soubesse o quão maravilhoso é Jeová não teria o louvado muito antes de ter conhecido a verdade?

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...