Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Leitura da Bíblia: Salmos 135-141

  Clic aqui para ler salmos 135-141

O Salmo 135 exalta Jeová como o Deus digno de louvor, que faz tudo quanto lhe apraz, em contraste com os ídolos vãos e fúteis, iguais aos quais se tornarão os que os fabricam. O Salmo 136 é para ser cantado com responsos, concluindo cada versículo: "Pois a sua benevolência é por tempo indefinido." Tais responsos eram usados em muitas ocasiões, segundo demonstrado. (1 Crô. 16:41; 2 Crô. 5:13; 7:6; 20:21; Esd 3:11)
O Salmo 137 relata a saudade de Sião que os judeus tinham no coração quando, exilados, estavam em Babilônia, e atesta também que não haviam esquecido os cânticos, ou salmos, de Sião, embora estando longe da sua terra.

(Salmos 136:15) 15 E que se desembaraçou de Faraó e da sua força militar dentro do Mar Vermelho: Pois a sua benevolência é por tempo indefinido; Embora a narrativa de Êxodo não mencione que Faraó pessoalmente entrou no mar com as suas forças militares e foi destruído, o Salmo 136:15 declara que Jeová "se desembaraçou de Faraó e da sua força militar dentro do Mar Vermelho".

(Salmos 137:4)  4 Como podemos cantar a canção de Jeová Em solo estrangeiro?
"A canção de Jeová" devia ser a canção dum povo livre, que o adorava no seu santo templo. Para aqueles babilônios, entoarem esses judeus "a canção de Jeová" na terra de seu cativeiro seria motivo de os captores mofarem do nome de Jeová como nome dum deus inferior aos deuses de Babilônia. Seu santo nome já havia sofrido um tremendo vitupério por ele deixar que seu povo fosse levado da sua pátria dada por Deus e obrigado a marchar para uma terra em que havia uma multiplicidade de deuses. Mas o período de esses babilônios zombarem dele e de menosprezarem o povo de Seu nome havia de ser apenas por um tempo limitado — 70 anos. Então, abaixo os deuses falsos de Babilônia, e seja enaltecido o verdadeiro Deus, Jeová!

(Salmos 137:6)  6 Apegue-se minha língua ao céu da minha boca, Se eu não me lembrar de ti, Se eu não fizer Jerusalém subir Acima da minha principal causa de alegria.
PASSARAM-SE quase sete décadas desde que os primeiros judeus exilados retornaram a Jerusalém em 537 AEC. O templo de Deus havia sido reconstruído, mas a cidade ainda estava em ruínas.
Sem dúvida, Esdras, Neemias e muitos judeus que cooperavam com eles provaram que a adoração de Jeová, centralizada em Jerusalém, era mais importante do que qualquer outra coisa — que estava ‘acima da sua principal causa de alegria’, quer dizer, acima de tudo o mais de que pudessem alegrar-se. Que encorajamento são pessoas assim para todos que hoje encaram do mesmo modo a Jeová, a adoração dele e a organização dirigida pelo espírito dele! Dá-se isso com você? Mostra você pela sua perseverança em obras piedosas que sua maior causa de alegria é o privilégio de adorar a Jeová junto com o povo dedicado dele?

(Salmos 137:8) 8 Ó filha de Babilônia, que és para ser assolada, Feliz será aquele que te recompensar. . .Quem será este "feliz"? Representa o "feliz" os simbólicos "dez chifres" na cabeça da "fera", em cujas costas monta o velho sistema meretrício de religião, com grande pompa, já por muito tempo? Não, porque os destruidores políticos do império mundial da religião falsa não a destroem para dar lugar à adoração pura do verdadeiro Deus. Não o fazem para a glória do Deus da Bíblia.
138:2. Como Jeová ‘magnifica a sua declaração até mesmo acima de todo o seu nome’? No sentido de que o cumprimento de tudo o que ele prometeu ultrapassará em muito quaisquer expectativas que tenhamos. De fato, há grandes perspectivas à nossa frente.
(Salmos 138:6) 6 Pois Jeová é enaltecido, e ainda assim vê ao humilde; Mas ao soberbo ele só conhece de longe. . .
Tal humildade é realmente notável. Jeová Deus continuou a ‘estender as mãos’ para os israelitas, rogando-lhes que retornassem a ele, a fim de conceder-lhes sua bênção. Fez isso apesar de a obstinação deles magoá-lo muito. As Escrituras dizem-nos: "Eles mesmos se rebelaram e fizeram seu espírito santo sentir-se magoado." (Isa. 63:10) Depois de ter apelado para eles durante séculos, Jeová finalmente abandonou os israelitas desobedientes aos seus inimigos.

"Ó Jeová, tu me esquadrinhaste e me conheces." (Salmo 139:1)
O alcance do conhecimento de Deus sobre Davi era como o que se obtém através duma investigação cabal. Contente de ser esquadrinhado por Jeová, o salmista submetia-se plenamente ao controle e à orientação de Deus. De forma similar, as Testemunhas de Jeová devotadamente ‘rolam seu caminho sobre Jeová, confiando nele’, certas de que ele sempre faz o que é certo. (Salmo 37:5) Temos no coração um sentimento de segurança espiritual porque procuramos ser dirigidos pela sabedoria piedosa, e nos sujeitamos voluntariamente à orientação divina. (Provérbios 3:19-26) Como Davi, derivamos consolo de saber que Deus nos observa, compreende os nossos problemas e está sempre disposto a nos ajudar.

"Tu mesmo chegaste a conhecer meu assentar e meu levantar", reconheceu o salmista. (Salmo 139:2a) Deus conhecia tudo a respeito das atividades de Davi, tais como o seu sentar no fim dum dia de trabalho e o seu levantar após uma noite de repouso. Como Testemunhas de Jeová, estejamos certos de que Deus nos conhece assim também.

"De longe consideraste meu pensamento." (Salmo 139:2b) Embora Deus habite os céus, tão distantes do cenário terrestre, ele conhecia os pensamentos de Davi. (1 Reis 8:43) Tal perspicácia não nos deve surpreender, pois Jeová "vê o que o coração é". (1 Samuel 16:7; Provérbios 21:2) O fato de Deus considerar os nossos pensamentos deve motivar-nos a pensarmos em coisas castas, virtuosas, louváveis. E quão apropriado é expressarmos regularmente os nossos pensamentos em oração fervorosa para que tenhamos orientação divina e a "paz de Deus"! — Filipenses 4:6-9.

"Mediste minhas andanças e meu deitar ao comprido, e familiarizaste-te até mesmo com todos os meus caminhos." (Salmo 139:3) Medir as andanças de Davi de um lugar para outro e seu modo de deitar ao comprido enquanto descansava evidentemente significava que Jeová escrutinava tudo o que o salmista fazia. O Altíssimo media todas as ações de Davi para determinar a natureza exata do seu comportamento. Deus conhecia plenamente os caminhos de Davi, o seu proceder na vida. Ao sermos similarmente examinados por nosso Pai celestial, que ele nos encontre servindo fielmente e permanecendo na "vereda da justiça" que conduz à vida eterna. — Provérbios 12:28.

"Pois não há palavra na minha língua, mas eis que tu, ó Jeová, já sabes de tudo." (Salmo 139:4) Quando estamos tão angustiados que não sabemos o que dizer em oração, o espírito de Jeová "implora por nós com gemidos não pronunciados". (Romanos 8:26) Em nossas palestras, Deus discerne as coisas que estão na ponta da língua, mas que não são ditas, pois ele conhece os nossos reais sentimentos. E, se tivermos amor proveniente da "fé sem hipocrisia", nunca tentaremos enganar os outros com "conversa suave". — 1 Timóteo 1:5; Romanos 16:17, 18.

"Para onde posso ir do teu espírito e para onde posso fugir da tua face?" (Salmo 139:7) O salmista sabia que não podia fugir do espírito de Jeová, ou força ativa, que pode alcançar mesmo as partes mais remotas do universo. E ninguém pode fugir da face de Deus, isto é, escapar da sua observação. Na verdade, "Jonas foi levantar-se e fugir de diante de Jeová para Társis", mas esse profeta não podia esquivar-se do grande peixe que Deus providenciou para o engolir nem da responsabilidade por sua designação divina. (Jonas 1:3, 

17; 2:10-3:4) Portanto, confiemos em que o espírito de Jeová nos habilitará a cumprir as designações que Deus nos dá. — Zacarias 4:6.
"Se eu subisse ao céu, lá estarias tu; e se eu fizesse meu leito no Seol, eis que lá estarias tu!" (Salmo 139:8) No tempo do salmista, ‘subir ao céu’ significava subir a montes altos, cujos picos não raro estão encobertos por nuvens. Todavia, se estivéssemos no pico do monte mais alto, ainda não estaríamos fora do alcance do espírito de Deus. Além disso, não escaparíamos de Sua observação se colocássemos nosso leito no Seol, o que denota, figurativamente, as partes mais baixas da terra. — Veja Deuteronômio 30:11-14; Amós 9:2, 3.
"Portanto, quão preciosos são para mim os teus pensamentos! Ó Deus, a quanto ascende a soma total deles!" (Salmo 139:17) Davi apreciava os pensamentos de Jeová Deus, tão numerosos, que "a soma total deles" o impressionava. Se os pensamentos de Deus forem preciosos para nós, seremos estudantes diligentes das Escrituras. (1 Timóteo 4:15, 16) Seus pensamentos registrados são ‘proveitosos para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, a fim de que o homem de Deus seja plenamente competente, completamente equipado para toda boa obra’. — 2 Timóteo 3:16, 17.
 

"Esquadrinha-me, ó Deus, e conhece meu coração. Examina-me e conhece meus pensamentos inquietantes, e vê se há em mim qualquer caminho penoso, e guia-me no caminho do tempo indefinido." (Salmo 139:23, 24) Como o salmista, devemos querer que Deus esquadrinhe a nosso coração e discirna se abrigamos motivações impróprias. (1 Crônicas 28:9) Devemos pedir que Jeová nos examine, que conheça nossos pensamentos inquietantes e que veja se há algum caminho penoso em nós. Se formos afligidos por ansiedade devido aos nossos erros ou se houver algo prejudicial em nós ou algo errado com as nossas motivações, oremos humildemente e sujeitemo-nos sem reservas à orientação do espírito de Deus e ao conselho de Sua Palavra. (Salmo 40:11-13) Por esses meios, Jeová, o nosso melhor Amigo, pode guiar-nos no caminho do tempo indefinido, ajudando-nos a adotar a conduta justa que conduz à vida eterna.

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...