Para enviar uma Mensagem click na foto depois do Login. Será excluído, dependendo do seu perfil.

As Novidades do Site Oficial

Destaque de Eclesiastes 1-6


Só houve um “filho de Davi”, a saber, Salomão, que foi “rei sobre Israel em Jerusalém” (Ec 1:1, 12), porque os reis depois de Salomão não reinaram sobre todo o Israel. Salomão era o rei famoso por sua eminente sabedoria. (Ec 1:16; 1Rs 4:29-34) Era construtor. (Ec 2:4-6; 1Rs 6:1; 7:1-8) Era compositor de provérbios. (Ec 12:9; 1Rs 4:32) Salomão era famoso por suas riquezas. (Ec 2:4-9; 1Rs 9:17-19; 10:4-10, 14-29) Visto que o livro menciona o programa de construção de Salomão, deve ter sido escrito depois daquele tempo, mas antes do tempo em que ele “começou a fazer o que era mau aos olhos de Jeová”. (1Rs 11:6) Por conseguinte, o livro foi escrito antes de 1000 AEC, em Jerusalém. Que Salomão seria um dos homens mais qualificados para escrever este livro é apoiado pelo fato de que não só era o mais rico, mas também era provavelmente um dos reis mais bem informados de seus dias; seus marujos e seus comerciantes, bem como os dignitários visitantes, trariam notícias e conhecimentos sobre povos de outras terras. — 1Rs 9:26-28; 10:23-25, 28, 29.
1:4-10  Em que sentido os ciclos naturais são “fatigantes”? O congregante menciona apenas três das operações básicas que tornam possível a vida na Terra — o sol, o padrão dos ventos e o ciclo da água. Na realidade, os ciclos naturais são muitos e bem complexos. Uma pessoa pode passar a vida inteira estudando-os e, ainda assim, não os entender plenamente. Isso sem dúvida pode ser ‘fatigante’. É também desanimador comparar a curta duração da vida com a repetição contínua desses ciclos. Até mesmo as tentativas de descobrir coisas novas são fatigantes. Afinal, as novas invenções não são nada mais do que a aplicação dos princípios que o verdadeiro Deus estabeleceu e já usou na criação.
2:1, 2  Por que se diz que o riso é “insânia”, ou seja, é loucura? O riso talvez nos ajude a esquecer momentaneamente os problemas, e a diversão pode nos levar a fazer pouco caso deles. No entanto, o riso não elimina nossas dificuldades. É por isso que se diz que buscar a felicidade por meio do riso é “insânia”.
3:11  O que Deus fez “bonito no seu tempo”? Algumas das coisas que Jeová Deus fez ‘bonitas’, ou apropriadas e boas, no tempo certo são a criação de Adão e Eva, o pacto do arco-íris, o pacto com Abraão, o pacto davídico, a vinda do Messias e a entronização de Jesus Cristo como Rei do Reino de Deus. No entanto, há algo mais que Jeová fará “bonito” no futuro próximo. Podemos confiar que o novo mundo justo se tornará realidade no tempo certo. — 2 Pedro 3:13.
3:15b  Como o “verdadeiro Deus continua a procurar aquilo pelo qual empenho”? “Aquilo pelo qual há empenho” pode se referir ao que Deus pretende fazer. Os ciclos repetitivos de nascimento e morte, guerra e paz podem fazer o homem sentir-se impotente e achar que a História continua se repetindo. No entanto, o verdadeiro Deus pode procurar e realizar tudo o que Ele quiser. (Eclesiastes 3:1-10, 15a) “Aquilo pelo qual há empenho” também pode aplicar-se aos justos, a quem os maus muitas vezes se empenham em perseguir. Nesse caso, Jeová continua procurando os justos para “mostrar a sua força” em favor deles. — 2 Crônicas 16:9.
5:9  Como “o proveito da terra está entre eles todos”? Todos os habitantes da Terra dependem do “proveito da terra”, isto é, do que ela produz. Não há exceção no caso de um rei. Para receber a produção de seu campo, ele tem de ser servido pelo trabalho árduo de seus servos que cultivam a terra.
Lições para nós:
1:15. É inútil gastar tempo e energia tentando corrigir a opressão e a injustiça que vemos hoje. Somente o Reino de Deus pode acabar com a maldade. — Daniel 2:44.
2:4-11. Atividades culturais como arquitetura, jardinagem e música, bem como um estilo de vida luxuoso, são “um esforço para alcançar o vento”, porque essas coisas não tornam a vida mais significativa nem trazem felicidade permanente.
2:12-16. A sabedoria tem vantagem sobre a estultícia, ou tolice, no sentido de que ela pode ajudar a resolver alguns problemas. No que diz respeito à morte, porém, a sabedoria humana não tem nenhuma vantagem. E mesmo que uma pessoa tenha ficado famosa por ter esse tipo de sabedoria, ela logo cai no esquecimento.
2:24; 3:12, 13, 22. Não é errado sentir prazer com os frutos de nosso trabalho.
2:26. A sabedoria piedosa, que resulta em alegria, é dada ao ‘homem que é bom diante de Jeová’. É impossível obter essa sabedoria sem ter uma boa relação com Jeová Deus.
3:16, 17. Não é realístico esperar justiça em todos os casos. Em vez de ficarmos preocupados com o que está acontecendo no mundo hoje, devemos esperar que Jeová corrija as coisas.
4:4. O trabalho árduo, bem feito, pode trazer satisfação. No entanto, trabalhar duro simplesmente para se destacar sobre os outros gera competição e pode causar sentimentos de inimizade e inveja. Nosso trabalho árduo no ministério cristão deve ter como base a motivação correta.
4:7-12. Relacionamentos humanos são mais importantes que bens materiais e não devem ser sacrificados na busca de riquezas.
4:13. Cargo e idade nem sempre resultam em respeito. Os que estão em posições de responsabilidade devem agir com sabedoria.
4:15, 16. O “filho que é o segundo” — o sucessor do rei — talvez tenha de início o apoio de ‘todos diante dele’, mas ‘depois as pessoas não se alegram com ele’. De fato, a popularidade geralmente é passageira.
5:2. Nossas orações devem ser ponderadas e respeitosas, sem palavras em excesso.
5:3-7. A preocupação excessiva com coisas materiais pode fazer a pessoa sonhar acordada com interesses egoístas. Também pode deixá-la com a mente agitada e distraída à noite, impedindo-a de ter um bom sono. Falar demais pode fazer a pessoa parecer tola aos olhos de outros e levá-la a fazer um voto irrefletido a Deus. ‘Temer o verdadeiro Deus’ nos impede de fazer qualquer dessas coisas.
6:1-9. De que benefício são as riquezas, a fama, uma vida longa e até mesmo uma grande família se as circunstâncias nos impedirem de desfrutar essas coisas? Além disso, “melhor é a vista dos olhos”, ou enfrentar a realidade, do que “as perambulações da alma [“desejo de alma; almejo”, nota]”, ou seja, esforçar-se para satisfazer desejos impossíveis de ser realizados. Então, a melhor maneira de viver é estarmos contentes com ‘o sustento e com o que nos cobrir’, à medida que aproveitamos as coisas boas da vida e nos concentramos em manter uma relação achegada com Jeová. — 1 Timóteo 6:8.


0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...