Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Destaques do livro de Jeremias 32-34

Leitura livro de Jeremias 32-34  

 
(Jeremias 28:13) . . .“Vai, e tens de dizer a Hananias: ‘Assim disse Jeová: “Quebraste cangas de madeira, e em lugar delas terás de fazer cangas de ferro.”
Barra carregada nos ombros da pessoa, com fardos suspensos em ambas as pontas (veja Is 9:4), ou canga de madeira colocada no pescoço de dois animais de tração (usualmente bovinos) para puxar implementos agrícolas ou uma carroça. (Núm 19:2; De 21:3; 1Sa 6:7) Esta canga costumava ser mantida na posição por duas correias, cada uma em volta do pescoço de um animal. Alguns jugos, em vez de terem correias, tinham barras verticais em ambos os lados do pescoço do animal, ligadas por correias na frente do pescoço. Prendiam-se também jugos na testa dos animais, à base dos chifres. Os jugos sobre os ombros de humanos, no antigo Egito, para carregar água e outros fardos, tinham cerca de 1 m de comprimento e vinham equipados com correias nas extremidades, para se prenderem cargas. Os termos gregos (zy·gós, zeú·gos) que transmitem a idéia de jugo derivam da palavra zeú·gny·mi, que significa “jungir; parelhar; juntar; amarrar; unir”. Usualmente jungiam-se dois animais, de modo que a palavra grega zeú·gos pode denotar um “par” ou uma “junta” de animais, tal como “um par de rolas”.

   (Jeremias 32:9-10)   De modo que passei a comprar de Hanamel, filho de meu tio paterno, o campo que estava em Anatote. E comecei a pesar-lhe o dinheiro, sete siclos e dez moedas de prata. 10 Escrevi então numa escritura e apus o selo, e tomei testemunhas ao pesar o dinheiro na balança.
Um contrato escrito pode prevenir o esquecimento inadvertido por falta de clareza do acordo verbal. Assim como no caso de outros, o cristão dedicado precisa cuidar diariamente de muitos pormenores. Depois, surgem também problemas que exigem a sua atenção. É evidente que não se pode lembrar de tudo. Se dependesse inteiramente da lembrança, é provável que se esqueceria de algumas obrigações ou teria dúvidas quanto ao seu cumprimento. Um acordo verbal oferece pouca oportunidade de verificá-las. E, se for vago, os que fazem o acordo verbal podem honestamente ter conceitos diferentes sobre o que se exige.

(Jeremias 32:17)  “Ai! Soberano Senhor Jeová! Eis que tu mesmo fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido. O assunto inteiro não é maravilhoso demais para ti...

Como essa criação é tão maravilhosa pode nos levar a indagarmos uma questão muito especulada, há vida inteligente além da Terra?
O cristão, em especial, sabe que até mesmo um milhão de pousos em Marte, Vênus, Júpiter, Saturno ou em quaisquer dos planetas e suas luas, deixarão de revelar a evolução da vida. Tanto a vida como as criaturas viventes, feitas de forma intricada, provieram do Criador, como Ele declara explicitamente em sua Palavra, a Bíblia. Gastar dinheiro com esse declarado objetivo principal de comprovar o mito da evolução é deveras tolice.
As pessoas inteligentes que existem além da terra foram criadas por Jeová Deus. Sua criação ocorreu mesmo antes de o planeta Terra ser preparado para habitação humana. A Palavra de Deus fala desse tempo, em que Jeová fundou a terra. Nesse tempo, Ele explica, “as estrelas da manhã juntas gritavam de júbilo e todos os filhos de Deus começaram a bradar em aplauso”. (Jó 38:4-7) Tais “filhos de Deus” são poderosas pessoas angélicas que são, deveras, muito mais peritas e dotadas de conhecimento do que nós. No passado, amiúde foram usadas por Deus para comunicar-se com os humanos.

(Jeremias 32:35)   Outrossim, construíram os altos de Baal, que estão no vale do filho de Hinom, para fazerem seus filhos e suas filhas passar [pelo fogo] a Moloque, coisa que não lhes ordenei, nem me subiu ao coração fazer tal coisa detestável com o fim de fazer Judá pecar.’
Alguns talvez salientem a parábola de Jesus, em Lucas 16:19-31, que descreve um rico num “fogo intenso” de tormento. O dicionário define “parábola” como “pequeno conto alegórico” — não algo que acontece literalmente na vida real. Jesus estava ali ilustrando de que modo os líderes religiosos dos judeus, como classe, ‘morreriam’ figurativamente quanto a ter o favor de Deus e passariam a ter aflição enquanto vivos na terra — assim como aconteceu quando ouviram Jesus proclamar sua mensagem contra eles. A Bíblia não diz nada sobre Deus atormentar pessoas num “inferno de fogo”, após a morte. A idéia dum tormento por fogo é inteiramente alheia a Jeová Deus, que condenou diretamente os judeus apóstatas pela “coisa detestável”, de fazerem “seus filhos e suas filhas passar pelo fogo a Moloque”, o deus de Amom. — Jeremias 32:35; 2 Crônicas 28:3.

Assim como a doutrina da imortalidade da alma, a do “inferno” de tormento baseia-se na mentira babilônica de que a alma do homem continua viva após a morte. Esta mentira tem sua origem em Satanás, que é o “pai da mentira”. (João 8:44) Sacerdotes e clérigos religiosos fizeram uso eficaz desta mentira, mantendo muitos em servidão às suas seitas religiosas, por amedrontá-los com um “inferno” de fogo após a morte. Jeová, pelo contrário, como “Pai de ternas misericórdias e o Deus de todo o consolo”, tem como propósito um futuro brilhante e feliz para os mortos da humanidade pecadora, aos quais se promete uma ressurreição. — 2 Coríntios 1:3, 4.

(Jeremias 33:20-21)   “Assim disse Jeová: ‘Se vós pudésseis violar meu pacto do dia e meu pacto da noite, sim, para não haver mais dia e noite no seu tempo, 21 também se poderia violar meu próprio pacto com Davi, meu servo, para que não viesse a ter um filho reinando no seu trono; também com os levitas, os sacerdotes, meus ministros.
Estas palavras contêm a prova indireta de que a nossa terra, junto com o sol e a lua, permanecerão para sempre. (Eclesiastes 1:4) Nossa terra será sempre ocupada por habitantes humanos, para usufruírem as belezas do dia e da noite sob o Deus cumpridor de pactos, o Criador do homem. E assim como Jeová se apegou firmemente ao seu pacto do dia e da noite, assim continuou leal ao seu pacto com o antigo Rei Davi, para um Reino eterno na linhagem de Davi. Isto é assim, embora a sede do Reino tivesse de ser transferida da terra para os céus invisíveis. — Salmo 110:1-3.

32:10-15 — Por que foram feitas duas escrituras referentes a uma mesma transação? A escritura aberta se destinava a consultas, ao passo que a selada servia como base para verificar a exatidão da escritura aberta, se necessário. Jeremias nos deu um bom exemplo por seguir procedimentos legais razoáveis, mesmo nos tratos com um parente e irmão na fé.

33:23,     24    — Quais   são      ―as   duas   famílias mencionadas aqui? Uma é a família real da dinastia do Rei Davi e a outra, a família sacerdotal dos descendentes de Arão. Com a destruição de Jerusalém e seu templo, parecia que Jeová havia rejeitado essas duas famílias, que não teria mais um reino sobre a Terra e que Sua adoração não seria reavivada. 

7 Comentaram (Comente também):

  1. Ola, sou uma nova testemunha de Jeová e gostaria de tirar uma dúvida que me mostraram: Em Apocalipse 19 diz que a grande multidão está "no céu" diante de Deus e não na "terra". E que João 10:16 haverá um só rebanho e um só pastor. Perguntaram me porque acredito em dois rebanhos: os 144.000 e a grande multidão. Perguntaram também porque acredito que os 144.000 são TJs se a bíblia fala que são homens que não se macularam com mulher. Apocalipse 14:4. Ajudem-me porque estou com dúvida.

    ResponderExcluir
  2. Dentro do próprio blog está a resposta, e desvie seu ouvindo de apóstatas, pois não sabem nem no que acreditam, presenciei dois evangélicos que não entravam num acordo de jeito nenhum, segue o link para ver a matéria:

    http://abctj.blogspot.com.br/2011/08/grande-multidao-estara-no-ceu-ou-na.html

    ResponderExcluir
  3. ola, estou estudando sobre o Paquistão e eles são muito rígidos e provavelmente deve ser muito difícil, a pregação por lá e fiquei com duvida de como é feita essa pregação, em lugares como esses?
    fui estudante parei por motivos muito fúteis. e por olhar besteiras na internet fiquei com muitas duvidas enfim não sou de religião nenhuma mas gosto muito dos TJs, é só a titulo de curiosidade se puder responder eu agradeço, a e o blog está ótimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      A pregação em países restritos é feita, mas não na forma tradicional. Não é feita de casa em casa. Muitas vezes, é feita informalmente, usando apenas textos citados de mente. E também, algumas pessoas podem viajar para outros países, receber a pregação lá, e depois de voltar ao seu país de origem, divulgar a palavra a seus parentes. As maneiras de pregar em países sob proscrição/restrição diferem e os irmãos sempre são muito criativos.

      Quanto a você: recomece seu estudo da Bíblia, está na melhor hora para voltar a fazer isso. Empenhe-se para salvar sua vida do fim deste mundo, estamos nos últimos momentos dos últimos dias.

      Excluir
    2. e verdade AJENTE ESTA NO ùTIMOS DIAS EU SOU UMA TESTEMUNHA DE JEOVA EU SOU SEVA DE JEOVA NUCA VOU DEIXA DE SER SEVA DELE

      Excluir
  4. eu sou testemunha de jeova

    ResponderExcluir
  5. eu sou testemunha de jeova e gosto muito e nunca vou deixa de se sevA DELE OBRIGADA.

    ResponderExcluir

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...