Para enviar uma Mensagem click na foto depois do Login. Será excluído, dependendo do seu perfil.

As Novidades do Site Oficial

Destaques de Miqueias 1-7


Miquéias expôs os pecados de Israel e de Judá, predisse a desolação de suas capitais e prometeu restauração. Samaria se tornaria “um montão de ruínas do campo”. Em vista de seu proceder idólatra, Israel e Judá mereciam ficar ‘calvos’, ou envergonhados. Por serem enviados ao cativeiro, sua calvície seria alargada “como a da águia” — pelo visto um tipo de abutre que tem poucos pêlos macios na cabeça. Jeová prometeu: “Positivamente ajuntarei Jacó.” (Miquéias 1:6, 16; 2:12) Por causa dos líderes corruptos e dos profetas negligentes, Jerusalém também se ‘tornaria meros montões de ruínas’. Mas Jeová ‘reuniria seu povo’. De “Belém Efrata” viria ‘aquele que se tornaria governante em Israel’. — Miquéias 3:12; 4:12; 5:2.
Será que Jeová foi injusto com Israel? Seus requisitos são muito rígidos? Não. Tudo o que ele pede de seus adoradores é que ‘exerçam a justiça, e amem a benignidade, e andem modestamente’ com o seu Deus. (Miquéias 6:8) Os contemporâneos de Miquéias, porém, tornaram-se tão perversos que ‘o melhor deles era como a sarça, o mais reto deles pior do que uma sebe de espinhos’, causando dor a quem se aproximasse. Mas o profeta perguntou: “Quem é Deus como [Jeová]?” Deus novamente mostraria misericórdia a seu povo e ‘todos os seus pecados ele lançaria nas profundezas do mar’. — Miquéias 7:4, 18, 19.
 
2:12  Quando se cumpriu a profecia sobre ‘reunir os remanescentes de Israel’? Seu primeiro cumprimento foi em 537 AEC quando um restante de judeus voltou do exílio de Babilônia para sua terra natal. Nos tempos modernos, a profecia se cumpre no “Israel de Deus”. (Gálatas 6:16) A partir de 1919, os cristãos ungidos foram reunidos “como o rebanho no redil”. A “grande multidão” de “outras ovelhas” se juntou a eles e, em especial desde 1935, os ungidos se tornaram “barulhentos com homens”. (Revelação [Apocalipse] 7:9; João 10:16) Juntos promovem zelosamente a adoração verdadeira.
4:1-4  “Na parte final dos dias”, como é que Jeová ‘faz julgamento entre muitos povos e resolve as questões com respeito a poderosas nações’? As expressões “muitos povos” e “poderosas nações” não se referem a grupos nacionais ou organizações políticas. Em vez disso, têm a ver com pessoas de todas as nações que se tornaram adoradoras de Jeová. Jeová faz julgamento e resolve questões com respeito a elas em sentido espiritual.
Lições para nós:
1:6, 9; 3:12; 5:2. Samaria foi devastada pelos assírios em 740 AEC — durante a vida de Miquéias. (2 Reis 17:5, 6) Os assírios subiram contra Jerusalém durante o reinado de Ezequias. (2 Reis 18:13) Jerusalém foi destruída pelos babilônios em 607 AEC. (2 Crônicas 36:19) Segundo a profecia, o Messias nasceu em “Belém Efrata”. (Mateus 2:3-6) A palavra profética de Jeová nunca falha.
2:1, 2. Seria muito perigoso afirmarmos servir a Jeová mas buscarmos primeiro riquezas em vez de “o reino e a Sua justiça”. — Mateus 6:33; 1 Timóteo 6:9, 10.
3:1-3, 5. Jeová espera que os que têm responsabilidades entre os servos dele sejam justos.
3:4. Se quisermos que Jeová responda nossas orações, não devemos praticar o pecado nem levar vida dupla.
3:8. Só conseguiremos cumprir nossa comissão de pregar as boas novas, que inclui mensagens de julgamento, se formos fortalecidos pelo espírito santo de Jeová.
5:5. Essa profecia messiânica garante que, quando o povo de Deus é atacado pelos seus inimigos, “sete [representando inteireza] pastores” e “oito caudilhos” — um número considerável de homens capazes — são convocados para tomar a dianteira entre o povo de Deus.
5:7, 8. Para muitas pessoas, os cristãos ungidos hoje são “como orvalho da parte de Jeová” — uma bênção de Deus. Isso se dá porque ele usa os ungidos para proclamar a mensagem do Reino. As “outras ovelhas” ajudam a revigorar espiritualmente as pessoas por serem ativas em apoiar os ungidos na obra de pregação. (João 10:16) Que privilégio é participar nessa obra, que traz verdadeiro revigoramento a outros!
6:3, 4. Devemos imitar a Jeová Deus sendo amorosos e compassivos mesmo com os que são difíceis de lidar ou que são espiritualmente fracos.
7:7. Ao lidarmos com problemas no fim deste sistema perverso, não devemos ficar desanimados. Em vez disso, como Miquéias, precisamos ‘mostrar uma atitude de espera pelo nosso Deus’.
7:18, 19. Assim como Jeová está disposto a perdoar nossos erros, devemos estar dispostos a perdoar os que pecam contra nós.



1 Comentaram (Comente também):

  1. Seu blog eh muito util. Parabens aos administradores

    ResponderExcluir

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...