Para enviar uma Mensagem click na foto depois do Login. Será excluído, dependendo do seu perfil.

As Novidades do Site Oficial

Entenda sobre o Dom de Linguas!



Por Que o Dom de Línguas?

Pouco antes de ascender ao céu, Jesus disse aos seus seguidores: "Ao chegar sobre vós o espírito santo, recebereis poder e sereis testemunhas de mim tanto em Jerusalém como . . . até à parte mais distante da terra." (Atos 1:8) Note que ele indicou assim exatamente a maneira em que esta monumental obra de testemunho seria realizada — com a ajuda do espírito santo.
A atual tecnologia de comunicação, que nos habilita a enviar mensagens pela Terra inteira, em muitas línguas, não existia lá naquele tempo. As boas novas tinham de ser divulgadas primariamente de forma verbal, e, neste respeito, o dom milagroso de falar em línguas estrangeiras era bem útil. Isto se deu quando os cristãos do primeiro século pregaram a judeus e a prosélitos em Jerusalém, em Pentecostes de 33 EC. Partos, medos, elamitas, cretenses, árabes, habitantes da Mesopotâmia, da Judéia, da Capadócia, de Ponto e do distrito da Ásia, bem como viajantes vindos de Roma, ouviram "as coisas magníficas de Deus" na sua própria língua e entenderam o que se dizia. Prontamente, três mil tornaram-se crentes. — Atos 2:5-11, 41.
Um fator muitas vezes despercebido é que falar em línguas era apenas uma das nove operações do espírito santo mencionadas pelo apóstolo Paulo na sua carta aos cristãos em Corinto. Embora Paulo encarasse o falar em línguas como um dom menor, este era valioso para a primitiva congregação na divulgação das boas novas a respeito do Reino celestial de Deus. Era um dos "dons" que contribuíram para o aumento numérico e a edificação da congregação cristã na sua infância. — 1 Coríntios 12:7-11; 14:24-26.
As diversas operações do espírito santo, no primeiro século, inclusive falar em línguas, constituíam também evidência visível de que Deus não usava mais a congregação de Israel, de 1.500 anos de existência, como seu povo especial. Sem dúvida, sua aprovação descansava então sobre a nova congregação cristã, estabelecida por seu Filho unigênito. — Veja Hebreus 2:2-4.
Estas manifestações do espírito eram peças-chaves no estabelecimento da jovem congregação cristã e em ajudá-la a tornar-se adulta. Paulo explicou que esses dons milagrosos cessariam depois de terem servido seu objetivo: "Quer haja dons de profetizar, serão eliminados; quer haja línguas, cessarão." — 1 Coríntios 13:8.
Sim, a Bíblia torna claro que o dom de línguas cessaria. Mas quando? Atos 8:18 revela que os dons do espírito eram recebidos "pela imposição das mãos dos apóstolos". Portanto, é óbvio que, com a morte do último apóstolo, a transmissão dos dons do espírito cessaria — inclusive do dom de falar em línguas. Assim sendo, quando aqueles que haviam recebido dos apóstolos esses dons também deixassem o cenário terrestre, o dom milagroso cessaria. Até então, a congregação cristã já teria tido tempo para ficar bem estabelecida e se teria estendido a muitas terras.
A Atual Força Por Detrás das Línguas Desconhecidas
Alguns acreditam que a força impelente por detrás dos que hoje falam em línguas são os líderes carismáticos de Igrejas que induzem os membros do seu rebanho a que procurem adquirir esta habilidade. Em alguns casos, isso tem sido provocado por emocionalismo e desequilíbrio. Cyril G. Williams, em Tongues of the Spirit (Línguas do Espírito), diz que isso se tornou "em muitos casos uma insígnia de elite dentro do grupo" e dá à pessoa "valor e autoridade perante o grupo e também ao seus próprios olhos". Portanto, a motivação pode ser o desejo de pertencer ao grupo superior dos que falam em línguas desconhecidas.
O então presidente da Universidade Loyola, Donald P. Merrifield, observou que as "línguas poderiam ser uma experiência histérica, ou, segundo alguns, uma experiência diabólica". O clérigo Todd H. Fast disse: "As línguas são controversiais. O diabo possui muitos modos de operar para afetar-nos." A própria Bíblia adverte que Satanás e seus demônios têm a capacidade de influenciar pessoas e controlar sua fala. (Atos 16:17, 18) Jesus agiu contra um espírito demoníaco que havia induzido um homem a gritar e a cair ao chão. (Lucas 4:33-35) Paulo advertiu que 'Satanás se transformaria em anjo de luz'. (2 Coríntios 11:14) Os que hoje procuram ter o dom de falar em línguas, algo que Deus não mais concede ao seu povo, realmente se expõem a ser enganados por Satanás, o qual, conforme somos avisados, usaria "toda obra poderosa, e sinais e portentos mentirosos". — 2 Tessalonicenses 2:9, 10.
Línguas — e o Verdadeiro Cristianismo
Os cristãos do primeiro século, que receberam o dom de falar em línguas, usaram-no para explicar as coisas magníficas de Deus. Dava-se ênfase à necessidade de interpretar claramente a mensagem transmitida em línguas, para que pudesse ser entendida por todos e para que resultasse na edificação de muitos. (1 Coríntios 14:26-33) Paulo admoestou: "A menos que vós, por intermédio da língua, pronuncieis palavras facilmente entendidas, como se saberá o que se fala? Estareis, de fato, falando ao ar." — 1 Coríntios 14:9.
Embora o espírito de Deus concedesse aos primitivos cristãos o dom de línguas, isso não os fazia falar numa balbúrdia incompreensível ou impossível de traduzir. Em harmonia com o conselho de Paulo, o espírito santo providenciou uma fala que resultou em as boas novas serem mais rapidamente "pregadas em toda a criação debaixo do céu". — Colossenses 1:23.
Acerca dos presentes últimos dias do atual sistema, Jesus Cristo ordenou: "Em todas as nações têm de ser pregadas primeiro as boas novas [do Reino já estabelecido]." (Marcos 13:10) Como no primeiro século, toda a criação tem de ouvir a mensagem do Reino. Isto é possível porque a Bíblia já foi agora traduzida, por inteiro ou parcialmente, em quase 2.000 línguas. O mesmo espírito que deu aos primitivos cristãos o impulso para falar destemida e corajosamente está agora apoiando a grande e maravilhosa pregação feita pela atual congregação das Testemunhas de Jeová. Elas falam a "língua pura" verbalmente e pelo uso da moderna tecnologia de impressão, para tornar a verdade bíblica disponível pela página impressa. Esta mensagem está sendo divulgada em mais de 200 países e ilhas do mar. Só as Testemunhas de Jeová se destacam como as pessoas movidas pelo espírito de Deus para tornar conhecidas todas as coisas magníficas de Deus. — Sofonias 3:9; 2 Timóteo 1:13.

*** w92 15/8 p. 7 É o dom de línguas parte do verdadeiro cristianismo? ***

Visite Nosso Site Oficial: WWW.JW.ORG


0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...