Para enviar uma Mensagem click na foto depois do Login. Será excluído, dependendo do seu perfil.

As Novidades do Site Oficial

Destaques do livro de João 8-11

Leitura da Bíblia: João 8-11

A Passagem Espúria de João 7:53-8:11. Estes 12 versículos foram obviamente acrescentados ao texto original do Evangelho de João. Não se encontram no MS Sinaítico, nem no MS Vaticano N.° 1209, embora apareçam no Códice Bezae do quinto século, e em manuscritos gregos posteriores. São omitidos, contudo, pela maioria das versões antigas. É evidente que não constituem parte do Evangelho de João. Certo grupo de manuscritos gregos situa esta passagem no fim do Evangelho de João; outro grupo o coloca depois de Lucas 21:38, apoiando a conclusão de que é um texto espúrio e não-inspirado.

 “Se permanecerdes na minha palavra, sois realmente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” — João 8:31, 32. 
Jesus espera que seus seguidores permaneçam na sua palavra, ou seja, apeguem-se aos seus ensinamentos. Em vez de fazerem isso, líderes religiosos que dizem seguir a Cristo têm “adotado cada vez mais conceitos gregos”, observa o teólogo Küng. Eles substituíram os ensinamentos de Jesus por idéias como a imortalidade da alma, a crença no purgatório, a adoração de Maria e a instituição de uma classe clerical — idéias emprestadas de religiões e filósofos pagãos. — 1 Coríntios 1:19-21; 3:18-20.

Você pode desde já usufruir liberdade. Pode estar livre dos ensinos falsos e das mentiras espalhadas por Satanás. Pode estar livre do desespero que aflige milhões de pessoas que não conhecem a Jeová. (Romanos 8:22) Os amigos de Deus até mesmo estão livres do “temor da morte”. — Hebreus 2:14, 15.
Poderá usufruir a liberdade no novo mundo de Deus. Como é maravilhosa a liberdade que você poderá usufruir no futuro! A Terra paradísica estará livre de guerras, doenças e crime. Livre de pobreza e fome. Livre de velhice e morte. Livre do medo, da opressão e da injustiça. A Bíblia diz a respeito de Deus: “Abres a tua mão e satisfazes o desejo de toda coisa vivente.” — Salmo 145:16.
  
(João 9:2) . . .E seus discípulos perguntaram-lhe: “Rabi, quem pecou, este homem ou os seus pais, de modo que nasceu cego?. . .
Mas, o que quer que tenha levado os discípulos a fazer esta pergunta, a resposta de Jesus tem de ser o fator decisivo. Ele declarou: “Nem este homem pecou, nem os seus pais.” (João 9:3) Isto contradiz a reencarnação, que implica que as deficiências físicas resultam de pecados de uma vida passada. O ponto de que ninguém pode pecar antes de nascer pode ser deduzido também daquilo que Paulo escreveu sobre Esaú e Jacó: “Ainda não tinham nascido, nem tinham ainda praticado nada de bom ou de ruim.” — Romanos 9:11.
 (João 10:14) 14 Eu sou o pastor excelente, e conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem a mim... 
As pessoas nos tempos bíblicos podiam entender facilmente essa comparação. Os pastores trabalhavam muito para cuidar das suas ovelhas. Um “pastor excelente” estava disposto a pôr a segurança e o bem-estar do rebanho à frente dos seus. Por exemplo, Davi, um ancestral de Jesus, era pastor quando jovem. Mais de uma vez ele arriscou a vida para proteger suas ovelhas de animais selvagens ferozes. (1 Samuel 17:34-36) Jesus foi ainda mais longe em favor de seus seguidores. Deu a vida por eles. (João 10:15) Quantos líderes estão dispostos a se sacrificar assim?
12 Jesus foi “o pastor excelente” também em outro sentido. Ele disse: “Conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem a mim.” (João 10:14) Pense no belo cenário descrito por Jesus. Um observador casual talvez não veja nenhuma diferença entre as muitas ovelhas de um rebanho. O pastor, porém, conhece cada uma delas individualmente. Ele sabe quais as fêmeas que em breve precisarão de sua ajuda quando forem dar cria, que cordeirinhos ainda precisam ser carregados por serem muito pequenos e fracos para andar longas distâncias, e que ovelhas adoeceram ou se machucaram recentemente. As ovelhas também conhecem seu pastor. Elas reconhecem sua voz e não a confundem com a de nenhum outro pastor. Quando percebem um tom de perigo ou urgência em sua voz, elas reagem de imediato. Elas o seguem para onde quer que ele vá. E ele sabe exatamente para onde conduzi-las. Sabe também onde o pasto está verde, onde há riachos de água fresca e cristalina e onde há pastagens seguras. Sob os olhares do pastor, as ovelhas se sentem seguras. — Salmo 23.

 (João 10:32, 33) . . .” 33 Os judeus responderam-lhe: “Nós te apedrejamos, não por uma obra excelente, mas por blasfêmia, sim, porque tu, embora sejas um homem, te fazes um deus.”
Por Jesus chamar Deus de seu Pai, certos judeus opositores levantaram contra ele a acusação de blasfêmia, dizendo: “Tu, embora sejas um homem, te fazes um deus.” (Jo 10:33) A maioria das traduções dizem aqui “Deus”; a tradução inglesa de Torrey coloca esta palavra com inicial minúscula, “deus”, ao passo que a versão interlinear de The Emphatic Diaglott diz “um deus”. A resposta do próprio Jesus dá apoio à tradução de “um deus”, citando ele o Salmo 82:1-7. Conforme se pode ver, este texto não se refere a pessoas serem chamadas “Deus”, mas sim “deuses” e “filhos do Altíssimo”.
De acordo com o contexto, aqueles que Jeová chamou “deuses” e “filhos do Altíssimo”, neste salmo, eram juízes israelitas, que haviam praticado a injustiça, tornando necessário que o próprio Jeová julgasse ‘no meio de tais deuses’. (Sal 82:1-6, 8) Visto que Jeová aplicou esses termos a tais homens, Jesus certamente não era culpado de blasfêmia ao dizer: “Sou Filho de Deus.” Ao passo que as obras desses “deuses” judiciais desmentiam serem eles “filhos do Altíssimo”, as obras de Jesus coerentemente provaram que ele estava em união, em harmonioso acordo e relação com seu Pai. — Jo 10:34-38.
 
 (João 11:23, 24) . . .” 24 Marta disse-lhe: “Sei que ele se levantará na ressurreição, no último dia.” 
Como sabia disso? A ressurreição era assunto de controvérsia nos seus dias, visto que os fariseus criam nela, mas não os saduceus. (Atos 23:8) Ainda assim, Marta deve ter sabido de testemunhas pré-cristãs que tinham esperança na ressurreição. (Hebreus 11:35) Ela também pode ter discernido à base de Daniel 12:13 que a ressurreição ocorrerá no último dia. Pode ter aprendido isso até mesmo do próprio Jesus. (João 6:39) Esse “último dia” coincide com o Reinado Milenar de Cristo. (Revelação 20:6) Imagine a emoção durante este “dia” em que esse grandioso acontecimento começar! — Note Lucas 24:41

Visite o Site Oficial:  WWW.JW.ORG

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...