Este é um blog que incentiva a edificação através da leitura da bíblia, boa preparação das publicações, cânticos, experiencias e ajuda a direcionar o leitor ao site oficial, aceitamos somente comentários apreciativos e construtivos, visto que não somos um fórum de discussões. Este blog não representa e não é oficial das testemunhas de Jeová, e muito menos é apóstata, basta verificar seu conteúdo, é um blog de iniciativa pessoal, acesse: Nosso Site Oficial: www.jw.org

Mateus 25:46 fala de um tormento eterno?

Uma passagem biblica equivocadamente mal traduzida e mal interpretada , é a frase de Jesus Cristo em Mateus 25:46, que assim reza:

“E irão eles para o castigo eterno, mas os justos irão para a vida eterna”

Algumas traduções rezam "tormento eterno) de forma errada.

No grego:

“kai apeleusontai outoi eis kolasin aiônion oi de dikaioi eis zôên aiônion”

Os dualistas tem visto neste versículo uma suposta “prova” deque Jesus ensinava o tormento eterno no inferno. Nada mais falso do que tal afirmação, pois Jesus aqui nada fala de tormento, como faz uma versão adulterando a Bíblia[1], mas depunição, como aponta o léxico da Concordância de Strong:

Significado de kolasin:

2851 κολασιςkolasis de 2849; TDNT - 3:816,451; n f 1) correção,punição, penalidade.

Portanto, uma tradução mais plausível do verso seria “punição eterna” (como traduz a King James – “everlasting punishment”), e não “tormento eterno”. Se Cristo quisesse passar a ideia de tormento, como creem os imortalistas, teria feito uso da palavra grega basanos, que significa exatamente “tortura, tormento, dores agudas”[2], de acordo com esse mesmo léxico da Concordância de Strong. E se Mateus tivesse a intenção de passar tal ideia de um tormento eterno sendo expresso aqui neste verso, ele teria essa opção pronta, a mão, que poderia ter sido perfeitamente utilizada.

Porém, a “punição” que o texto se refere não está no sentido de tormento, que seria basanos e não kolasin. Mas em qual outro sentido estaria? Ora, a pena de morte também é uma punição. Quando alguém é condenado a pena de morte, isso de modo algum deixa de ser uma punição a ele – se não é uma punição, o que mais seria? Uma recompensa? É evidente que “punir” alguem não implica necessariamente em fazer que este alguém seja atormentado, pois a morte também é tratada (tanto por Deus como pelos homens) como Sendo uma punição, conhecida como “pena de morte”. Sendo assim,o sentido do texto não seria de tormento eterno,mas de morte eterna. O texto estaria contrastando aqueles que iriam para a morte eterna com aqueles que iriam para a vida eterna, como a Bíblia faz frequentemente (cf. Dt.30:15; 19:2; 2Sm.15:21;52:34; 21:8; Jr.8:3; 18:21;14:27; 13:14;
Pv.12:28;Rm.5:10,17,21; 6:4,10; 7:10; 8:6,38; 2Co.2:16; 4:11,12;
1Jo.3:14; 5:16), e não contrastando vida eterna e tormento eterno, que não possui apoio bíblico. Corrobora com isso o sentido do uso de kolasin na época de Cristo. O Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento dá o seguinte significado para kolasin:

“Kolasin = Castigo. Deriva-se de Kolos, ‘mutilar’, ‘cortar fora’; é usado figuradamentepara ‘impedir’, ‘restringir’, ‘punir’”

[www.desvendandoalenda.blogspot.com]

0 Comentaram (Comente também):

Postar um comentário

Dependendo do conteúdo, seu comentário poderá ser excluído.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...